Criado em junho de 1987, Núcleo de Estudos Amazônicos (NEAz) compõe o conjunto dos Núcleos Temáticos do CEAM. O NEAz se propõe a congregar a comunidade acadêmica, instituições públicas, entidades, bem como membros ativos da sociedade civil, em torno de temas relacionados à Amazônia brasileira e continental e suas dinâmicas. Busca realizar projetos em parceria com os diversos órgãos públicos e entidades civis com a finalidade de fortalecer o debate sobre o território e suas gentes, bem como as políticas públicas que têm interação e se complementam, garantindo a intersetorialidade das ações, e assim a eficiência e efetividade das políticas.

 

O Núcleo de Estudos Amazônicos (NEAz) vem promovendo ações de estudo, pesquisa e extensão de caráter multidisciplinar sobre questões amazônicas. Assim, busca aproximar a Universidade de Brasília aos povos, populações e comunidades que trabalham e vivem na Amazônia brasileira e continental. Para cumprir a sua missão primordial, o NEAz realiza uma importante mobilização da comunidade acadêmica da UnB, dos professores, dos pesquisadores, dos técnico-administrativos, dos estudantes e de representantes de diferentes setores da sociedade que estejam, de alguma forma, relacionados e interessados nas questões amazônicas, em seus territórios, povos e comunidades.

 

É de responsabilidade do NEAz/CEAM a oferta regular da disciplina de graduação “Tópicos Especiais sobre a Amazônia”. Assim, possibilita a aproximação dos estudantes da UnB aos temas amazônicos, contribuindo para o diálogo, vivência e a formação dos estudantes. Essa disciplina abriga alunos das mais diversas graduações da Universidade, enriquecendo o debate e a pluralidade dentro da sala de aula.

 

O NEAz tem incentivado a pesquisa científica, na busca de novas formas de compreender a realidade amazônica e de seu entorno e nela intervir. Estimula as pesquisas de conclusão de curso de graduação, de especialização, de mestrado, de doutorado e de pós-doutorado, tornando possível que a UnB contribua com essa região e com o Brasil.

 

O NEAz tem organizado a atividade denominada “Vivência Amazônica” que busca aproximar os estudantes da realidade amazônica ampliando os estudos realizados em sala de aula. As atividades da Vivência Amazônica proporcionam o acompanhamento e a observação do modo de vida e trabalho de povos indígenas, de quilombolas, de agricultores familiares, extrativistas, entre outros. Para concretizar a Vivência Amazônica, os interessados se organizaram meses antes da viagem em comissões de trabalho (roteiro, transporte e infraestrutura, finanças, comunicação, científica, orientação e etc).

 

Também organiza o Fórum Internacional sobre a Amazônia, que pretende ser um fórum de debates sobre a Amazônia congregando professores/as, pesquisadores/as, entidades, movimentos sociais e instituições dos países da Amazônia continental que estão envolvidos, principalmente, em atividades de ensino, pesquisa e extensão, de forma a estimular a realização de estudos pautados pela pluralidade de pensamentos e ações multidisciplinares, teóricas e práticas. O Fórum busca promover o intercâmbio com outras organizações e instituições de representação nacional e internacional para debater e refletir sobre o processo histórico e o quadro atual da região Amazônica, traçando cenários e apontando linhas de pesquisa, políticas e ações de interesses de seus povos, populações e comunidades tradicionais. É um espaço de divulgação, produção e intercâmbio de ideias, diálogos e vivências.

 

 

|| Página Inicial ||